terça-feira, 29 de junho de 2010

As Provações na Vida

Para compreendermos as sortes e os azares e como a vida e o destino funcionam, temos que nos abstrair desta mundana condição humana e temos de observar através do princípio do ciclo das encarnações que é um sistema de aprendizagem e a Lei da causa e efeito ou karmica que rege este processo global.

Na vida Eterna
Lá em cima, na 5ª Dimensão, na eternidade deste Universo a que pertencemos, somos obrigados a aprender Lições e para isso descemos a um Plano inferior em que nos materializamos sobre a forma de uma vida inteligente e antes de partirmos do Lar celestial, é nos mostrado o Destino de toda a encarnação como as missões, as provações e consequentes lições que devem ser aprendidas com essas experiências, a forma como perdoamos e superamos os ensinamentos, e lá vimos nós tendo escolhido a Família e os Pais e aquilo que nos irá passar ao longo da vida.

No dia-a-dia
Vivemos a vida que escolhemos mas estamos totalmente esquecidos dessas decisões, estamos totalmente amnésicos do outro lado até que a morte venha e mesmo assim, há quem se recuse a retornar ao Lar Celestial - até ser carregado à força para o Ministério da Regeneração.

Ao longo do percurso da Vida, temos marcos pelos quais, por muitas decisões que tomemos num sentido de fuga, obrigatoriamente iremos sempre por lá passar, e muitas vezes somos obrigados a tomar uma determinada decisão, por muito que nos custe.
Fugir ao Destino, que são os marcos da vida, é ir dar uma grande volta repleta de problemas e chatices para mais tarde sermos obrigados a estar defronte da mesma situação e ter de tomar a decisão esperada. Pode ser ter de falar com uma pessoa, ou ajudar alguém, etc.
Mas se estava predestinado pelo Destino, não cumprir estes marcos é condenarmos a repetir mais uma encarnação (ou mais) para passar por aquelas experiências que se renunciou.
A renuncia pode ser até o suicídio, a pior das saídas que leva a um castigo divino severíssimo.

As Provações
Quando passamos por uma experiência, boa ou má, o objectivo é superá-la, aprender as lições, desvalorizar e perdoar. Desta forma, teremos superado a provação.
Nós passamos provações para aprendermos a crescer, a evoluir para o perdão.

Os motivos da provação podem ser no imediato inatingíveis. Citando uma dissertação de Kryon aonde ele aborda o sentido das encarnações, ele dá o exemplo de uma criança pequena que é raptada por um pedófilo assassino e as pessoas procuram desesperadamente a criança e imploram a Deus que seja salva.
A criança acaba por ser morta e encontrada e instala-se a revolta entre os populares, sendo a critica maior?
"Meu Deus, porque permitistes esta barbárie? Eu que orei tanto!"
ou "Onde estavas tu Deus?"
Este é a curta visão do homem pois Kryon prossegue com a explicação do ponto de vista superior, da mecânica das encarnações e as missões na vida. Aquela criança tinha como missão se sacrificar para chamar a atenção de todas as pessoas para os casos de maus tratos das crianças. No momento que ela esteve na iminência do acto hediondo, o Livre Arbítrio de Deus permitiu que ela chamasse ajuda e seria salva por Deus como as pessoas esperavam, mas tal como Jesus Cristo decidiu avançar e morrer na Cruz, nós, os nossos espíritos tomam a decisão de cumprirem ou não a sua missão nesta Terra.

Vamos observar outro exemplo que é raro mas se enquadra nos temas presentes neste espaço.
"Você" descobriu que a razão da sua vida estar estranhamente demasiado complicada se deve a alguém lhe ter feito uma macumba, feitiço, bruxaria que é exactamente a mesma coisa.
Como nota, esqueça as velinhas e as missinhas porque o trabalho é rigorosamente seu e não é para ser feito pelos outros.
Pode vir a saber ou não quem lhe fez tal maligna maldade, mas vão se passar três fases, mesmo que não chegue á ultima porque infelizmente o mal tende a gerar reactivamente mais mal e infelizmente muito pouco perdão.

Revolta

Como qualquer vítima, a sua integridade foi severamente violada e a revolta e os porquês instalam-se.
Os pensamentos são toldados por ideias de vingança, ataque, raiva, desespero.
Bem, considere antes acalmar-se e reflicta o que é que esta experiência lhe quer ensinar.
O que é que com esta Provação, Deus lhe quer mostrar?
Muitas pessoas obtusamente racionais e incrédulas desta maneira acordam à força para realidades superiores acabando-se o estado de desgraça de incredibilidade.

Resignação

É um processo intermédio em que se conclui que está feito e o importante é seguir com a vida em frente e nos casos de macumba, resolver o problema e não querer saber de mais nada.
Mas devemos tirar sempre todas as ilações que as experiências da vida nos proporcionam, por isso é que passamos por elas.

Aceitação / Perdão

É um processo intermédio em que se conclui que está feito e o importante é seguir com a vida em frente e nos casos de macumba, resolver o problema e não querer saber de mais nada.
Mas devemos tirar sempre todas as ilações que as experiências da vida nos proporcionam, por isso é que passamos por elas.

Perdoar é o mais importante de tudo.
Pode e deve orar por quem lhe fez mal mas alerto que nem todas as pessoas malignas querem receber Luz ou orações e irão violentamente atacar, porque vivem na escuridão e adoram estar na escuridão. Nem todas as pessoas querem Luz e violentamente atacarão as origens da oração, mas experimente orar pela iluminação delas e o seu retorno aos caminhos do Bem; agora se sentir mal disposta(o), já sabe que deve de parar imediatamente.

Dividas Karmicas
Porque é que alguém traiu alguém e causou dor?
Porque é que alguém foi alvo de um ou mais crimes?
Porque é que um terrível acidente aconteceu?
Porque é que morreu tão cedo?
Porque me fazem tanto mal?
Porque sou tão mal tratada?

Bem, estas perguntas são de difícil resposta porque podem ser dívidas carmicas que se contraíram naquele momento ou será o pagamento de dívidas contraídas nesta ou em outras vidas anteriores do sofrimento causado por nós.

A pergunta que uma pessoa que leva uma vida trilhando o bem, mais lhe surge é:

"Eu que não fiz mal a ninguém, desejam-me tanto mal?"

Mostra-me as experiências que quanto mais "Santos" somos nesta vida, piores "demónios" fomos em vidas anteriores e as severas provações são o pagamento dos actos ignóbeis praticados no passado.
A pergunta seguinte que surge às pessoas é:

"Mas eu não me recordo nada, não foi outro que o fez?"
"Eu, estou agora aqui e não sei nada de antes."

Correcto, mas temos então que observar a nossa constituição enquanto vivos. Temos Espírito, Alma e a nossa consciência que está a ler este texto e baseado nas suas perspectivas construídas pelas experiências desta vida, compreende sobre essa óptica as presentes palavras.
Mas quem nos dá a personalidade é o espírito, vadio, adormecido, acordado, é ele que estabelece em conjunto com a nossa alma uma mistura de princípios iniciais que é a nossa personalidade, sendo os restantes formados pelas experiências sociais e obtemos a nossa consciência.

Mas é a consciência que cá anda e é da responsabilidade das três partes que formam uma entidade (nós), tudo o que fazemos ao longo das encarnações.
Mesmo que a personalidade fosse diferente antes, a essência dessa personalidade somos aquilo hoje, ontem, anteontem e se calhar amanhã e depois de amanhã e por aí fora...
Os pensamentos que agora lêem é a mesma de antes, só difere o conjunto de experiências e a maneira como se leva a vida - com ou sem amnésia das vidas anteriores.
Por isso é que quem realiza uma regressão real, reconhece a si mesmo nas vidas anteriores, tem é um choque ao compreender a forma como via a vida. Neste âmbito, podemos visualizar que aos 10 tínhamos uma forma de pensar, aos 20, outra e aos 90 seremos tudo menos iguais a hoje - estamos em constante transformação e adaptação.

O objectivo da amnésia é evoluirmos até quebrarmos os ciclo das encarnações e com a melhor das personalidades, evoluímos definitivamente para o Lar Celestial, consciência, espírito e alma.

As deficiências
Por um lado, é um facto que nascem pessoas espiritualmente muito evoluídas sem Carma, e para nascerem neste mundo tão imperfeito, tem de trazer uma deficiência.
Sempre que encontrar um cego ou outra anomalia e é uma das melhores pessoas que já encontrou com uma bondade extrema, é porque está perante um Ser muito evoluído.

Por outro lado, aquilo que queria focar é que uma surdez parcial ou total pode se dever a um pagamento carmico de algo como na encarnação anterior se ter gozado e abusado dos surdos ou meio surdos.

Ou uma paralisia que começa aos 20 pode transformar um estudante mediano e dado à boa vida num dos maiores cientistas de Astronomia do Século XX, que de outra forma não o seria.

Que sermos vítimas de Macumbas pode ser uma maneira de pagar uma encarnação em que se foi bruxa(o) - compreenda que já se foi tudo ao longo das encarnações e os pudicos e pudicas se recordassem das vidas anteriores, nunca abririam a boca na vida.

"Lance a primeira pedra quem não tiver pecados"

Cito um caso de um Bispo que foi a uma sessão espírita para conhecer, e era segundo a descrição, um dos mais beatos e rectos (e um pouco pudicos) pessoas segundo quem relatou o caso.
E incorpora no médium, um espírito que não tem a amnésia dos vivos e começa a dizer em altos brados: "Ali está sentado o maior pandeleiro que conheci em todos os tempos, não havia pila que lhe escapasse..."
(era um Bispo com alguma idade)

Com isto tudo, volto a citar Jesus Cristo e a sua verdade Crística (Divina) para a qual temos de evoluir, crescer, seguir:

"Lance a primeira pedra quem não tiver pecados"
Jesus, o Cristo

Você não sabe o que está a pagar, como tal perdoe que é a forma de superar as Provações: PERDOE, PERDOE, PERDOE
DESVALORIZE, DESVALORIZE, DESVALORIZE

...desvalorize e siga em frente sem olhar para trás retendo apenas a lições que aprendeu.

O Perdão
A Lei Divina superior a todas as outras é o Perdão de Deus que se sobrepõem inclusive à Lei Carmica.
Quando sinceramente oramos a Deus a pedir com convicção, humildade e arrependimento real, Deus nos perdoa os nossos pecados/faltas/infracções.

Deus não quer que ocorra o sofrimento, por isso o arrependimento e pedir perdão é a maior de todas as Leis divinas pois Deus ama os seus filhos e a evolução é nos amar uns aos outros.
E considere que todos os que lhe estão a fazer mal, na verdade estão a fazer o maior dos bens. Sim, porque só sofremos devido a termos dividas carmicas a pagar e quem nos faz mal, na verdade estão a cumprir o papel importante de serem o veículo para pagarmos as nossas dívidas anteriores.

Sempre que sofrer, perdoe porque tem a certeza que mais alguma coisa ficou pago e estamos a evoluir cada vez mais.
Aqueles que já não sofrem e só amam, estão já muito perto da pureza divina.
Seja feliz, perdoe as suas faltas e as que foram cometidas contra si, porque mesmo essas serão sempre indirectamente também suas, mas do passado.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Desiderata - -and spirit over mind over matter

Desiderata

Siga tranqüilamente entre a inquietude e a pressa,
lembrando-se de que há sempre paz no silêncio.
Tanto quanto possível sem humilhar-se,
mantenha-se em harmonia com todos que o cercam.
Fale a sua verdade, clara e mansamente.
Escute a verdade dos outros, pois eles também têm a sua própria história.
Evite as pessoas agitadas e agressivas: elas afligem o nosso espírito.
Não se compare aos demais, olhando as pessoas como superiores ou inferiores a você:
isso o tornaria superficial e amargo.
Viva intensamente os seus ideais e o que você já conseguiu realizar.
Mantenha o interesse no seu trabalho,
por mais humilde que seja,
ele é um verdadeiro tesouro na continua mudança dos tempos.
Seja prudente em tudo o que fizer, porque o mundo está cheio de armadilhas.
Mas não fique cego para o bem que sempre existe.
Em toda parte, a vida está cheia de heroísmo.
Seja você mesmo.
Sobretudo, não simule afeição e não transforme o amor numa brincadeira,
pois, no meio de tanta aridez, ele é perene como a relva.
Aceite, com carinho, o conselho dos mais velhos
e seja compreensivo com os impulsos inovadores da juventude.
Cultive a força do espírito e você estará preparado
para enfrentar as surpresas da sorte adversa.
Não se desespere com perigos imaginários:
muitos temores têm sua origem no cansaço e na solidão.
Ao lado de uma sadia disciplina conserve,
para consigo mesmo, uma imensa bondade.
Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores,
você merece estar aqui e, mesmo se você não pode perceber,
a terra e o universo vão cumprindo o seu destino.
Procure, pois, estar em paz com Deus,
seja qual for o nome que você lhe der.
No meio do seu trabalho e nas aspirações, na fatigante jornada pela vida,
conserve, no mais profundo do seu ser, a harmonia e a paz.
Acima de toda mesquinhez, falsidade e desengano,
o mundo ainda é bonito.
Caminhe com cuidado, faça tudo para ser feliz
e partilhe com os outros a sua felicidade".

É lícito considerar-se espírito e matéria como estados diversos de uma essência imutável, chegando-se dessa forma a estabelecer a unidade substancial do Universo. Dentro, porém, desse monismo físico-psíquico, perfeitamente conciliável com a doutrina dualista, faz-se preciso considerar:

a matéria como o estado negativo
*

e o espírito como o estado positivo dessa substância.

O ponto de integração dos dois elementos estreitamente unidos em todos os planos do nosso relativo conhecimento, ainda não o encontramos.

A ciência terrena, no estudo das vibrações, chegará a conceber a unidade de todas as forças físicas e psíquicas do Universo, O homem, porém, terá sempre um limite nas suas investigações sobre a matéria e o movimento. Esse limite é determinado por leis sábias e justas, mas, cientificamente poderemos classificar esse estado inibitório como oriundo da estrutura do seu olho e da insuficiência das suas faculdades sensoriais.
Compreendendo que espírito e matéria são os dois elementos estruturais da realidade, compreendemos que Deus esteja presente em todas as partículas do Universo, como o poder criador, omnisciente, controlador e mantendo todo o equilíbrio universal. Deus penetra o mundo e está nele, como a seiva no vegetal, mas não se reduz a ele, pois permanece inalterável como a fonte de que tudo emanou.

A Ciência actual está chegar rapidamente a essa constatação. Dizia o físico nuclear Arthur Compton, em seu ensaio sobre o lugar do homem no Universo, que descobrimos a energia por trás da matéria, mas já começamos a perceber que por trás da energia existe algo mais, que parece ser pensamento. A unidade, a coerência, a perfeição dessa concepção espírita do mundo e do homem passam despercebidos no tumultuar das teorias absurdas que, como escreveu Charles Richet, atravancam o caminho da nossa Ciência. Mas parece já próximo o momento em que o caminho se tornará livre.

Não há lugar, nessa concepção admirável, para o equívoco da contradição Espiritualismo-Materialismo em que até agora nos debatemos. Espírito e matéria aparecem sempre unidos, interligados e interactuantes, na dialéctica da Criação. E a negação de Deus, como observou Descartes, é tão absurda como pretendermos tirar o Sol do Sistema Solar. J. Herculano Pires




terça-feira, 15 de junho de 2010

Egoismo é bem diferente de altruísmo

Egoismo é bem diferente de altruísmo. Ha quem confunda algumas formas de egoismo com o facto de se estar perante uma pessoa altruista. contudo há diferenças.interessante estes estudo
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Várias formas de EGOISMO

O egoísmo psicológico é a teoria da natureza humana que afirma que a conduta está impulsionada por motivações autointeressadas ou ruins, e nega a existência de condutas verdadeiramente altruístas, esta teoria tem sido defendida no passado por Thomas Hobbes, e em nossa época por Moritz Schlick

Também deve diferenciar-se do egoísmo ético, de acordo com o qual os indivíduos devem moralmente estar motivados por seu próprio interesse e do egoísmo racional, que confirmam que a conduta racional em todas circunstâncias é aquela que maximiza os interesses do actor.

A forma mais importante de egoísmo psicológico é o hedonismo psicológico, teoria que assegura que o desejo de experimentar prazer ou do evitar é o motivo que guia todas as acções humanas voluntárias.

O hedonismo é uma importante corrente filosófica dos tempos clássicos dos gregos e os romanos que actualmente tem perdido importância como teoria, mas a conserva como prática usual. Seu valor número um é o prazer sensível e, por tanto, coincide com o critério que se está a descrever. Alguns dos autores, dentro de seu refinamento teórico, acrescentam os prazeres de ordem espiritual e surgem então regras como: "Aceita uma dor que te propicie um prazer maior", "recusa um prazer que te conduza a uma dor maior". O Hedonismo é a doutrina filosófica baseada na busca do prazer e a supressão da dor como objectivo ou razão de ser da vida. As duas escolas clássicas do hedonismo são a escola cirenaica e os epicúreos.

O egoísmo moral, ou egoísmo ético, é uma doutrina ético filosófica que afirma que a pessoas devem ter a normativa ética de fazer para seu próprio interesse, e que tal é a única forma moral de fazer, no entanto permite realizar acções que ajudem a outros, mas com a finalidade que o ajudar nos dê um benefício próprio o tomando como um médio para conseguir algo proveitoso. Afirma que a validade de uma teoria ou praxis se encontra em sua contribuição directa à edificação positiva e responsável pelo eu ou desenvolvimento pessoal.
O egoísta moral baseia-se na afirmação de si mesmo; que o converte em seu próprio soberano ao o voltar consciente de sua realidade moral e pessoal. A realidade é a de sua própria existência e sua viver em uma realidade determinada, que se a cada pessoa se preocupa por cumprir seus interesses individuais estaremos melhor em conjunto. Está vinculado à dimensão moral de formas de subjectivismo ou solipsismo radical.


O egoísmo racional é a tese de que a busca do próprio interesse é sempre racional.o egoísmo racional é um ponto de vista a respeito da racionalidade

ALTRUISMO

Percebida muitas vezes como sinônimo de solidariedade, a palavra altruísmo foi criada em 1830 pelo filósofo francês Augusto Comte para caracterizar o conjunto das disposições humanas (individuais e coletivas) que inclinam os seres humanos a dedicarem-se aos outros. Esse conceito opõe-se, portanto, ao egoísmo, que são as inclinações específica e exclusivamente individuais (pessoais ou coletivas).

Além disso, o conceito do altruísmo tem a importância filosófica de referir-se às disposições naturais do ser humano, indicando que o homem pode ser - e é - bom e generoso naturalmente, sem necessidade de intervenções sobrenaturais ou divinas.

Na doutrina comtiana, o altruísmo pode apresentar-se em três modalidades básicas: o apego, a veneração e a bondade. Do primeiro para o último, sua intensidade diminui e, por isso mesmo, sua importância e sua nobreza aumentam. O apego refere-se ao vínculo que os iguais mantêm entre si; a veneração refere-se ao vínculo que os mais fracos têm para com os mais fortes (ou os que vieram depois têm com os que vieram antes); por fim, a bondade é o sentimento que os mais fortes têm em relação aos mais fracos (ou aos que vieram depois).
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

CONCLUSAO

Há por ai muitas pessoas que sendo elas egoístas pois mesmo fazendo o bem fazem-nos com a intenção de usufruir de bem estar próprio, que se confundem com as pessoas altruístas as que fazem o bem, tem apego detém genuína bondade e nao vem malícia abrindo seu coração sem reservas e com toda a sinceridade sem camuflagens. Há que aprender a distinguir entre egoísmo e altruísmo porque sao coisas bem diferentes muito diferentes que revelam o carácter de uma pessoa.
O Altruísmo é o que conduz à luz... o verdadeiro altruista é um ser iluminado, desprovido de ego, de manias, de maldade, assumindo responsabilidades que por vezes nem lhes deveriam ser impugnadas,querendo apenas o bem dos outros mesmo que esteja acima do seu e que com isso se prejudique.Muitas pessoas egoistas agem querendo fazer-se passar por altruistasm, contudo nas suas façanhas de bondade so as efectuam se detiverem proveito nem que seja para seu proprio ego.Se não houver proveito próprio o desinteresse em fazer algo de bom ou conhecer alguem instala-se...chama-se a isto um ser humano egoista, que esta de costas para a luz.
Não ha nada pior na vida do que quem usa mascaras. Pior são aqueles que são muito bem falantes, parecem calmos, afirmando frontalidade que escondem a quem tentam conquistar para não perder a possibilidade de usufruto de algo que deseja para seu único e próprio bem, e no intimo mantém uma frieza, calculismo e poder manipulador exacerbados de um ego exorbitante onde a palavra que mais se houve será depois de um grande nível de confiança e após a mascara cair "EU QUERO EU POSSO EU FAÇO EU isto EU Aquilo" não no obstante de partilhar experiências, mas numa realidade de impor a sua própria vontade a sua forma de querer as coisas não tendo em mente que se vive com outros e que a opinião e vontade dos demais também conta e que na vida deve-se fazer cedências puras. reais verdadeiras sem esperar retorno das mesmas.
Na realidade A vida é um mar de decisões, uma constante mutação, aprendizagem permanente em que se conclui que afinal pouco sabiamos e muito mais temos aprender. É a forma de começarmos a encarar as coisas alegres ou dificeis de se suportar, como eventos que não passarão disso e com o tempo passam. Umas se ultrapassam,outras nos ...marcam pela positiva ou pelo negativo,mas faz tudo parte do nosso desígnio da vida.Na~vale a pena andar a enganar uns aos outros ou atropelar uns aos outros. A aprendizagem pode ser una, de todos e para todos na partilha e não na cobrança e mentira camuflada.
----------------------------------------------------
cuidado com os "lobos" que vestem "pele de carneiro" ha que estar atento pois têm proliferado cada vez mais.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Porque é impossivel nao se falar nisso

Vejo os politicos pedirem contenção sim.. mas para quem tem menos e se queixa mais da crise, porque entre os que estão no pelouro com excelentes ordenados e regalias associadas ao cargo (tipo primeiro ministro, presidente da republica deputados e afins....) a esses não vejo contenções..mas sim acção normal das despesas que sempre fizeram a custa dos contribuintes.
Se pagassem do bolso deles as viagens de comitiva, se pagassem do bolso deles os motoristas (porque razão haveremos nos de pagar o salário de para que o P.M ou P.R e ministros tenham um chauffeur? Não têm maozinhas para conduzir? Quando vão de ferias sem ser de serviço também levam o motorista atrás? Se diminuíssem os salários exorbitantes dos futebolistas ou a partir de xis valor aumentassem sim os impostos desses em vez de serem a todos incluindo quem já detém salários baixos....Em vez de darem rendimentos mínimos que leva a que muita gente deixe de trabalhar e rejeito trabalhos com contrato para não o perder , porque não tornam isentas de impostos as pessoas que ganhem ate 600 euros mensais ou quem tive rum agregado familiar constituído por 4 pessoas que aufira apenas 1200 euros por exemplo.. ficam isentos de impostos (IRS) também! Assim as pessoas trabalhariam nem que não fosse em limpezas e deixaraim de achar que lavar escadas é indigno em Portugal quando vão faze-lo por exemplo para o estrangeiro por . O rendimento inserção social é um mau vicio que foi criado.Conheço casos que demonstram isso!Eu ja estive e ainda me encontro desempregada, por motivos de apoio a familia(saúde) contudo nunca fiz questão de andar a pedir rendimentos mínimos justamente para não ficar acomodada a algo dado de graça a custa de outros que trabalham para o meu vicio? Era o que mais faltava.... assim tenho obrigatoriamente que fazer planos, mexer-me para arranjar soluções viáveis e agora poderei retomar os projectos que tinha anteriormente e que a vida me obrigou adiar por uns tempos. TRABALHAR.. e não digam que não há emprego!!Emprego há!! só que neste pais todos querem ter serviços de doutores porque é lindo é bonito, fica bem da estatuto!! mas se forem para França, Alemanha, Inglaterra ate nem têm problemas em servir as mesas num restaurante ou lavar latrinas!!!E depois vêm para cá em carros alugados marca mercedes e do género para mostrarem o bom que detém quando la por vezes contam os tostões para depois terem aqui uma boa vida para que todos vejam!é isso que me indigna na mentalidade portuguesa e desculpem se estou a ser demasiado directa.Adiei a minha actividade profissional e não me arrependo disso pois primeiro esta a família para mim, mas posso estar de cabeça erguida que nunca retirei do suor do trabalho dos outros que nem conheço e tanto descontam para me acomodar a uma vidinha dada de graça pelos demais como muitos fazem hoje em dia!Acredito na solidariedade sou acérrima defensora disso, mas questiono,, ate que ponto estamos nos em condições para dispensar milhões para a Grécia por exemplo?se aqui em Portugal temos os problemas que temos..os buracos orçamentais que temos?
Porque razão um deputado ira ter uma reforma completa só porque exerceu essa actividade 4 anos? 4 anos? quando há pessoas a trabalharem uma vida inteira (60/65) para conseguirem a pensão completa?Ja não chega os privilégios? as viagens pagas a custa da nação? Porque razão um P.R pode deter três reformas? quando uma pessoa comum se tiver sorte de deter duas já é muito!!!e quando ha reformas miseráveis neste pais que mal chegam a 200 euros e cujas pessoas de idade nem possibilidades têm de comprar os seus medicamentos?
Não é só Viana que esta mal em termos orçamentais.. foi sempre, de há largos anos, o país inteiro. Quando entramos na comunidade europeia e choveu fundos para ca foi magnifico... mas já nessa altura eu comentava com a minha mãe!!isto vai-nos sair caro é fácil demais !! Meu dito e meu feito!! o resultado esta a vista! um país endividado ate as orelhas e muitos a viverem no limiar da pobreza!!!Ser-se optimista é bom, e eu ate sou porque acredito tenho de acreditar que isto ira ter uma melhoria... é preciso é trabalhar para isso e encontrar soluções que nos tirem destes buracos!!!

terça-feira, 1 de junho de 2010

Quando e como

é que as pessoas irão modificar as suas atitudes? fala-se só do que acham que e aceite e permitido para que nao sejam postas de parte; afirmam que fazem e acontecem e depois nem um terço do que dizem concretizam; mostram interesses em assuntos para parecer bonito e sentirem-se bem no meio social por forma a serem vangloriados, contudo actos reais nunca esperam retorno nem precisam de louvor...apenas faz-se se for pelo bem mesmo que signifique ficar na calada, na sombra.
O jogo da aparência mantém-se. Aquilo que em pequenos criticava-se nos pais dizendo "quando for grande não farei isto e aquilo" acaba por se repetir nas mãos daqueles que foram outrora crianças e sonhavam em transformar o mundo porque queriam o bom o bem e melhor para todos e nao por que ficaria bem perante a sociedade e nos daria estatuto.
A valorização do ser humano pelo que é ainda continua em decadência, uma realidade que as pessoas se recusam aceitar e que dessa feita nao acabam por modificar. enquanto nao houver mudança..os problemas sociais serão os mesmos..uns que forem resolvidos darao lugar a outros de forma similar...
Enquanto se viver para a parecer tudo se manterá..apenas mudarão os intervenientes. Os poucos que ainda sonham e pretendem fazer mudanças acabam por ser engulidos pela maioria que prefere não se dar ao trabalho de ir a essência da questão...ao cerne...que nesta sociedade vive se mais para parecer do que pelo realmente ser. o que fõr polémico caso envolva risco de desintegração social é posto de parte...e esquecm se que nem tudo que é polémico é mau.É na polémica positiva que se efectua a verdadeira mudança. Há que por vezes reconstruir de raiz o que não esta bem em vez de tentar camuflar o mal atirando areia para os olhos dos demais..

é crucial que todos revivamos, interiorizemos e agirmos por forma a mudar de raiz o que afinal nao permite que as coisas evoluam para um caminho melhor...Despertar e aprender que a realidade é aceitar a essência o ser e não o estatuto e o deter. So nessa altura é que a verdadeira mudança ocorrerá e os objectivos de alguns bem voluntariosos bloqueados pelos mais preguiçosos e acomodados ao prazer material, ao estatuto e aparência, so assim a minoria se transformara em maioria e unissona..unida para um mundo melhor.