quarta-feira, 26 de maio de 2010

Hoje é o meu aniversário e concluí: nunca fui feliz,tive sim momentos felizes

E já desisti de sonhar que um dia hei-de sê-lo totalmente pois tal so aconteceria se coneguisse ver quem amo e conheço felizes e quando o egoismo na humanidade acabasse...tive e tenho momentos de alegria, de felicidade, e outros de desespero...mas com o que a vida me vai dando eu vou aguentando...há dias em que sinto que ultrapassou os limites da paciência (já bem esgotada) e da tolerância.Mas vou vivendo e engolindo o que consigo engolir e acreditando que tudo possa melhorar, fazendo projectos para tal e lutando... Aproveitando a vida como ela se proporciona, dando valor a pequeninas coisas que me rodeiam, adorando cada ida a praia esvaziando a mente e pondo o stress do dia a dia de lado nesses pequenos momentos que vivo prazeirosamente sózinha,comigo apenas, nem que seja por uns escassos minutos ou um ou duas horitas..só, muitas vezes, sinto me muito bem...
Não me conformo com o egoismo que me rodeia, a falta de sensibilidade dos outros que nem se preocupam em ver se estão a incomodar ou não,a falhar para com terceiros num momento em que possam estar a viver um estado ou tentativa de superação de más situações, e disparam com tudo e mais alguma coisa cobrando, ou então o oposto ignorando..não tendo um meio termo, exigindo, querendo, consumindo as energias do próximo ponto da exaustão tanto física como psicologicamente como o ser humano por vezes faz e de tão habituado que está a esse vicio já nem se apercebe de sua efectuação.
O despertar das consciências parece cada vez mais tardio... e questiono me quando as pessoas passarão a valorizar o próximo pelo que é e não pelo que detém e saber escutá-lo quando precisa e não quando lhes dá jeito?.
Se estou bem? Sei lá! mentalmente penso que sim, lucidez tenho-a, realista sou-o...mas sinceramente nos tempos que correm, hoje em dia, com tudo que se passa à nossa volta, alguém com o mínimo de sensibilidade e sensatez poderá afirmar que está plenamente bem? Eu não acredito que afirmem tal...a não ser que se tratem de pessoas completamente alheias ao que se passa a nossa volta e só olhem para o seu próprio umbigo como se nada mais existisse em redor...ou então pessoas frias que se estão a marimbar para o que se passa com o próximo, com os que ama e com a vida em geral e o rumo que tudo isto anda a tomar...
Nunca fui feliz na totalidade pois a par com um momento feliz chegou depois um menos bom...e desisti de tentar saber se algum dia o serei.. se estou preocupada com isso? Não !!! entreguei a DEUS...aceito o que me é dado nesta vida, o que tiver de ser será!

Sem comentários: