sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Fula da VIda



Como ser humano que sou há dias em que fico revoltada e fula da vida com o que vejo, experiêncio e vivo.

Por isso aqui descrevo o que me pões fula da vida e me faz questionar por vezes o porque de andarmos aqui, se não for para melhorar a atitude e evoluir.

Fico fula da vida:

- quando deparo com quem parece ter memória curta. São apoiados mas esquecem-se de dar apoio que que já o receberam quando mais precisaram e fingem não ter recebido.

- quando deparo com pessoas que dão mais importância ao dinheiro ao ponto da mesquinhice e se esquecem que esse mesmo dinheiro outrora serviu para os ajudar.

- fico fula da vida com ingratidão

- fico fula da vida quando mentem, deturpam a realidade ou fingem ter memória curta quando não interessa recordar momentos em que alguem contra quem se viram hoje tanto apoiou essa mesma pessoa ontem

- fico fula da vida quando alguém que faz maioritariamente o bem depressa é massacrado por erros que cometa ou por alguma falha, em que os restantes seres humanos tão imperfeitos como os que condenam se esquecem do benemérito outrora feito vangloriando o menos bem em detrimento do que houve de maioritariamente positivo

- fico fula quando cobram mais do que aquilo que posso e é possível dar por estarem habituados a receber sempre e tentam tornar isso numa obrigação.

- fico fula da vida quando deparo com pessoas que se fazem de vitimas havendo outros que tanto sofrem ou ate mais do que as próprias

- fico fula da vida com pessoas que preferem viver a lamentar-se de estarem mal, ou de ganharem pouco em vez de meterem mãos a obra e iniciativa para modificarem esse mal que sentem tendo capacidade para tal e para evoluírem e não quererem porque da imenso trabalho e aborrecimentos que não querem ter.

- fico fula da vida quando deparo com pessoas castradoras que não só não apoiam como ainda cortam as hipóteses de outras puderem ter sucesso ou sonharem e perseguirem esses sonhos.

- fico fula da vida quando se acomodam em vez de lutarem e fazer tudo para melhorar

- fico zangada quando deparo com quem da mais valor a dinheiro do que ao amor, carinho e consideração pelo próximo. Dinheiro não se pode levar para o sitio onde todos vamos quando morrermos, mas o amor carinho e respeito esse fica sempre é eterno.

- fico zangada quando as pessoas preferem viver no negativismo e pessimismo limitador e tentam puxar quem por pior vida que leve tente sempre ter uma atitude positiva perante a vida que lhe esta a ser destinada e lute acreditando que o dia de amanhã será melhor.

- fico furiosa quando cospem no prato que lhe deram de comer como diz o ditado ou quando comparam situações que nem tinha lógica de serem comparadas

- fico abalada e zangada com mentiras, dissimulações e quando descontam nos outros o mal que sentem cirando mau estar geral como se todos tivessem culpa de um estar insatisfeito

- fico danada quando a minha memoria grava tudo pormenorizadamente desde números, datas a situações... seria mais fácil esquecer determinadas coisas para andar para a frente mais facilmente e desprender me de determinadas recordações que em nada ajudam.

Enfim... como ser humano que sou hoje estou zangada... mas como ser humano que sou daqui a umas horas já ultrapassei e amanha estarei bem de novo interiormente.

O meu mal ou bem...., não sei em que pé fica, mas faz parte da minha natureza, é que desculpo sempre com facilidade o menos bem que me fazem... por isso muitos abusam e o mal me voltam a fazer.... não guardo rancor, nem raiva, perdoo, mas as vezes gostaria de não saber perdoar e cortar de vez os sentimentos positivos que continuo a sentir por quem já me feriu várias vezes, e sobretudo gostaria de saber esquecer tudo e todos em algumas ocasiões!



Om mani padem hum

1 comentário:

fénix renascida disse...

Tem um fim de semana recheado de alegrias. bjs